quarta-feira, 16 de julho de 2014

Tendo um dia de mãe ursa.

Fim de férias de Junho aqui em Salvador e Bruna já não  fica em casa por muito tempo ,então temos que nos virar nos trinta e encontrar algo de interessante para fazer.Aqui no prédio tem um parquinho infantil que é ótimo para o encontrar os amiguinhos.
 
Sempre incentivei  Bruna  a brincar com crianças de seu top ou seja sua idade.Acho que  se entendem ,porém ela tem algumas coleguinhas mais velhas que quando tem vontade ,isso mesmo boa vontade,brincam com ela. Fico  um pouco chateada com isso e  na tarde de ontem aconteceu um fato que gerou a vontade de escrever esse post.

Descemos pela tarde até o parquinho para passar o tempo e Bruna quis levar a bola e uma espada de brinquedo rosinha,ela esta em uma pegada mais heroína, quando chegamos tinha  duas meninas que se mostraram a princípio bastante amigáveis e logo pediram a bola de Bruna e brincaram com ela  e  depois com a espada.Logo em seguida um amiguinho  da pequena  desceu e foram brincando juntos, até então estava tudo bem.
 
Só que as meninas maiores se juntaram para brincar de polly em uma casinha e Bruna quando viu ficou logo alegre e quis brincar  então como ela e muito descolada tratou logo de se unir com o grupo, mais comecei a perceber que Bruna não estava sendo acolhida pelo mesmo.Notei que as meninas não queriam que Bruna pegasse em  nada ,fecharam a rodinha e não deixaram lugar para se acomodar.Ela pedia para pegar os bichinhos da polly e uma das meninas sempre dizia não pra tudo e eu sempre dizendo vamos brincar de outra coisa com o amiguinho e ela sempre relutante .

Coração de mãe nunca fica tranquilo vendo um filho sendo excluído,mesmo sendo por outras crianças que ainda não tem maturidade  nas ações, mais é chato ,   fico observando as atitudes e sua  forma de conduzir a situação.Mas quando vejo que já não esta dando certo tive uma atitude, que foi pegar Bruna e aproveitando que a baba de seu  coleguinha trouxe  traques de massa  para jogar e a levei para o lado de fora do parquinho  e isso  acabou  distraindo a todos. Mas na  saída  ouvi uma das meninas falar " ainda bem"fiquei muito chateada tanto por ser a respeito de minha filha e mais ainda por ser tratar de palavras tão duras  dentro do contexto  saindo da boca de uma  criança que deveria ser inocente e sem maldade em suas atitudes. Não falei nada apenas peguei minha filha e dei outra direção a situação .

Depois retornamos as meninas maiores correram para guardar as bonecas e a minha pequena já entrou toda feliz para princar com as "amiguinhas" poxa mais uma vez fiquei super triste e tive que agir mais drástica nessa situação então falei para Bruna vai brincar com as do seu tamnaho e fui fazendo outrar brincadeiras com Celma ,a baba de vitinho,  deu hora de tomar banho fomos para casa.
 
 Hoje novamente descemos as mesma meninas estavam lá, a principio  brincando de bonecas e Bruna tinha levado a dela então cada uma ficou brincando com a sua, derrepente vi que as mesma começaram a tratar Bruna novamente diferente, por sorte o amigo vitinho desceu com Celma  e fomos para fora brincar de bolinha de sabão e depois desceu outras amiguinha e tudo se normalizou.
 
Só  que quando entramos as meninas estavam brincando com as bonecas e brinquedos ai  juntou mais outras meninas pequenas e ,graças a Deus, aceitaram que todas brincassem,claro após ter falando com a baba de uma das meninas que estava no dia da "Polly"acho que ela comentou o quanto errado foi o comportamento delas.
 
E no final todas juntas estavam brincando. Depois notei que as maiores se afastaram mais uma vez ,mais sabe ! vamos viver um dia de cada vez e aproveitar o momento.
 
 

Um comentário:

Maria Rosa Sonhos disse...

Já vivi situação semelhante com a Laura. Conversei com uma psicóloga e ela disse que isso é normal. Pois os interesses das crianças são diferentes. Ela deu duas dicas: convidar as crianças mais velhas para um lanche em casa para maior entrosamento. Ou não dramatizar a situação e deixar para lá. Beijo! Renata