terça-feira, 1 de outubro de 2013

Quando o coração de mãe fala mais alto.

Quando viramos mães acabamos assumindo um cargo de  protetora de nossos rebentos.Mais nem sempre vamos estar por perto quando algo que não seja bom acontecer, ai temos que assumir o lugar de mãe que cria o filho para o mundo e não para si mesma.Vou dizer o que ocorreu em um final de semana com  Bubu.

Logo pela manhã após ter feito as coisas em casa fui visitar minha mãe , Bruna e Junior ,também
foram. Lá encontramos  uma colega de Bruna , mais velha de  5 anos, que sempre brincava com ela , só que dessa vez ela parecia não muito feliz de ver minha gatinha, porque ela estava com outras amiguinhas  de sua idade.Então ela se esquivava e minha pequena ,inocente de não saber que estava sendo" excluída" ainda tentava se enturmar sem êxito.Não fiquei feliz  com isso ( claro)mesmo sabendo que se tratava de crianças ,mais mãe é mãe ,então levei ela para o parquinho de casa .

 Mais foi aquele velho ditado sair da frigideira para panela quente , porque  encontramos mais duas coleguinha de Bruna só que agora da mesma idade .Porém as  duas são muito unidas e mais uma vez minha pequena  não foi bem recebida , logo uma dessas coleguinhas começou a "excluir" minha pequena  que ia  atrás dela para brincar e a mesma se afastando e chorando porque nao queria brincar com e Bruna.

Percebendo essa indiferença da colega ,Bruna logo  começou  a chorar, ai foi duro meu coração de mãe ficou abalado mais sabia que se levasse ela para casa estaria prejudicando o seu desenvolvimento, no sentido que nao daria oportunidade para que ela mesmo pudesse lidar  com as situação difíceis .Fiquei a parte apenas observando o comportamento de Bruna, a baba que estava com as duas meninas falou com outra colega para brincar com Bubu, entao foi ai que ela ficou mais feliz e depois de um tempo a segunda colega se aproximou e todas brincaram em paz.

Ainda no periodo da tarde sair com ela  que  se divertiu  muito e na semana seguinte o seu primo Artur teve aqui e foi uma maior festa.

              
         Aqui em um pula pula   legal.
 
 
                                                        Em um parquinho perto de casa.
 
 
 
                                                                       Aqui em casa.
 
 
 
                                               Em uma livraria para um show de Mágica.
 
Como mães, minha opinião,  a melhor forma de proteção de nossos filhos e mostrar a ele que nem sempre tudo da certo e que devemos saber lidar com todas as situações  mesmo sendo apenas crianças.

3 comentários:

Renata Diniz disse...

E essa é também a nossa função: lidar com as partes áridas da maternidade e escolher sempre o caminho que faça os nossos filhos se desenvolverem bem. Você fez o que era certo e não fugiu da situação. Beijo carinhoso!

MARIA TOCA DAS ARTES disse...

FAÇO PARTE DA AGENDA DOS BLOGS E PASSEI PARA UMA VISITINHA!!!... ADOREI E JÁ ESTOU SEGUINDO!!!...
VOU ADORAR TE RECEBER NO MEU CANTINHO TAMBÉM!!!...
tocadasarts.blogspot.com
TE ESPERO LÁ!!!... BEIJOS NO CORAÇÃO!!!...

MARIA TOCA DAS ARTES disse...

FAÇO PARTE DA AGENDA DOS BLOGS E PASSEI PARA UMA VISITINHA!!!... ADOREI E JÁ ESTOU SEGUINDO!!!...
VOU ADORAR TE RECEBER NO MEU CANTINHO TAMBÉM!!!...
tocadasarts.blogspot.com
TE ESPERO LÁ!!!... BEIJOS NO CORAÇÃO!!!...