quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Susto! Para cuidarmos de nossa família devemos nos cuidar primeiro!

Lendo o enunciado parece meio óbvio isso ,mais digo a você que nem sempre é  o que acontece.
Sou ,como  já falei aqui, fisioterapeuta então sempre tive informações sobre doenças tratamentos ,entre outras coisas, então seria claro que cuidar de minha saúde fosse obrigatório mais não foi bem assim.

No período de faculdade percebi que em baixo da orelha estava crescendo um nódulo e a medida que o tempo passava ele se desenvolvia mais  a ponto de procurar um especialista e fazer alguns exames ,inclusive de pulsão,que é um proscedimento dolorido mais necessário. E com o resultado dito como benigno acabei deixando esse tumor de lado e cuidando de minha família,me formando
trabalhando ,engravidando.  Bruna com três meses na hora da amamentação passei a mão no pescoço notei uma pequena elevação fui para minha ginecologista e ela passou uma ultrassom da tireóide  e tinha três nódulos que surgiram após a gestação.Fiquei preocupada e comecei acompanhar isso com uma endocrinologista e já me lembrei daquele na glândula parotida e vim perceber que ele já me causava o desvio na parte de baixo de minha boca ,então resolvi marcar novamente um medico de cabeça e pescoço .

Chegando lá a medica me tratou bem e tudo mais ,só que a medida que ia contando a minha história ela começava a dizer "isso não é coisa boa "  e falava que eu  teria paralisia facial após a cirurgia,que tinha caracateristicas de câncer e para arrematar me falou do seu paciente que veio a falecer.Sai do consultório arrasada ,estava sozinha porque Junior ficou com Bruna,e quando cheguei em casa chorando e falando  que iria morrer  e tudo mais.

Fiquei bastante preocupada e comei a futucar a Internet e achava cada doenças terrível e comecei  sentir uma tristeza grande.Como sou muito crédula na palavra de Jesus e Santa Maria ,comecei a rezar e pedir tranquilidade no coração  e com ajuda de minha família ,principalmente de minha filha e esposo,fui melhorando e voltando ao normal.

Tratei de procurar outra médica e encontrei um anjo chamada de Lise Barreto que foi desde inicio muito gentil e atenciosa,marcou minha cirurgia e me traquilizou.Claro que você não fica  completamente normal porque como mãe já pensa nos filhos e no meu caso também em minha mãe,tia e irmão que  eu  cuido, mais ao mesmo tempo eu conseguir resgatar minha fé ,que por conta do corre corre do dia não estava  podo em pratica.

Então no dia 14 de agosto fiz minha cirurgia que foi difícil, porque o nódulo  estava profundo, ainda tive uma complicação voltando a ficar internada  para drenar um hematoma .Mais a todo o momento me mantive calma e confiante da vitória. Hoje estou  em franca recuperação ,não fiquei com paralisia facial apenas um desvio na parte de baixo da boca e apenas no aguardo da biópsia  do tumor para que possa então traçar,se for necessário,um tratamento complementar.
 
Estou relantando essa história não  para me expor minha vida e sim  como um alerta a todas aquelas que estão passando por  situações parecidas  de ter um problema e protelas a cura .O nosso corpo sempre da uma alerta quando algo vai mal e  mesmo se iso não  ocorre e necessário fazer exames de rotina ou ate mesmo o auto exame como o de mama e tireoide.Vale mais pecar pelo excesso do que por falta de cuidado mais é claro sem neura.

Aproveito    e agradeço a todos que me deram força no período da cirurgia mandando energias positivas , mais principalmente a minha sogra Ligia  e cunhada Alexsandra que cuidaram de minha pequena, minha mãe que meu deu sempre uma base religiosa  desde pequena sendo muito importante nesse momento , minha prima Angela que esteve comigo no Hospital me dando força, Juliana Paraguasú  e sua mãe que estiveram  presente e por ultimo mais não menos importante ao meu esposo que sempre esteve  comigo em todos os momento  de forma a me dar força e alegrias e minha pequena princesa razão de minha vida.





Um comentário:

Renata Diniz disse...

Graças a Deus que está tudo sob controle. Da sua dica vale sempre lembrar. Pois colocamos os filhos e a família até na frente da saúde e isso não é legal. Beijo carinhoso!