sexta-feira, 8 de junho de 2012

Reduzindo as mamadas

É minha princesinha já esta ficando uma mocinha, cheia de personalidade e muito sapeca. Mais ainda um bebê que adora mamar e olhe que não tem hora para isso, e mesmo já comendo verduras e frutas , a hora de mamar é sua preferida.
 Mais sabia que uma de minhas horas preferidas também porque é um momento em que dou uma freada no meu dia corrido. Só que não é fácil administrar isso a noite,porque Bruna acorda umas 2 ou 3 vezes a noite para mamar e logo no dia seguinte tenho que estar inteira para mais um dia.

Hoje tenho a necessidade de controlar essa fase porque no ano que vem volto ao trabalho. Na ultima consulta falei com a pediatra que deu dicas de como agir, mais antes de falar sobre a redução das mamadas vou falar o que significou esse momento, claro do meu ponto de vista.
Quando soube que estava gravida tinha a certeza de  que queria amamentar e ser feliz .Só que nem tudo são flores então durante esse período soube de historias difíceis , como mães que tiveram fissura mamaria ,mastite, leite que” empedra” entre outras coisas e por isso muitas acabavam deixando de dar mama aos seus filhos.
Resolvi então ir a fundo para saber como lidar com as possíveis adversidades. A primeira coisa foi verificar o tipo do bico do seio, o meu era semiplano ,comprei a concha que usei a partir do 6 messes de gestação e depois no pós parto. Depois estudei sobre a pega do bebê no bico do seio e verifiquei que a forma correta e que ele pegue toda a aureola do seio então desde o inicio da amamentação de Bruna procurei fazer de uma forma que ela pegasse toda a região.
Então no inicio, graças a Deus, tive pequenos contratempos com a amamentação porque sempre seguir o que os “entendidos” falavam como tomar sol na região dos seios, fazer massagem para evitar que o leite tivesse um grande acumulo, sempre controlei o tempo de mamada nos dois seios, quando ficava com fissura passava o leite materno e cada dia cuidava da minha alimentação.
É claro que tive algumas dificuldades, lembro que uma das piores foi no segundo dia que estava nos hospital após o parto de Bruna e ela não estava conseguindo sugar o leite,  entrei em desespero, chamei a enfermeira ela me explicou que seria a fase de apojadura normal que acontece e a forma de cuidar seria com massagens ao redor dos seios.
Enfim apesar das dificuldades amamentar e tudo de bom. É saber que você esta protegendo seu filho de doenças; é carinho e amor é desacelerar o seu dia de forma a curtir sua cria e ver ela  ou ele crescendo; a olhos nus ,em resumo é um ato de amor.
Hoje já existem clinicas para orientar as mães sobre o ato da amamentação e suas possíveis agruras ( não são poucas) mais são suportáveis, então temos que ter coragem.
Hoje Bruna tem 1 ano e 6 meses  ainda mama e se eu permitir o dia todo, por isso a minha necessidade de controlar, só que ainda curto muitoooooooooooooo esse momento só nosso e tenho a certeza que quando essa fase passar vou sentir falta.

12 comentários:

Mamãezinha disse...

Oi! Essa experiência é única e muito preciosa para a mãe e a filha. Eu amamentei 6 meses, mesmo assim me sinto realizada. Bruninha, esperta que é, não quer perder as mamadas, né!! Beijos e ótimo fim de semana!

Renata disse...

Oi Flor!
Então a minha primeira filha amamentei até um ano e oito meses tbm!!
Agora o Léo,não sei se vou conseguir tanto não,rsss.
Mas por enquanto ele está com cinco meses e só mama no peito.Na ultima consulta com ped,ele falou que era melhor continuar assim e só começar a dar frutinhas e suquinhos no mês que vêm...E olha que só o peito sustenta o meu gatinho que está um tourinho,kkkk.
Realmente concordo qdo vc falou que é muito gostoso dar mamá,mas exige tempo...As vz tô tranquila,outras vz cheia de coisa pra fazer...Mas tento ficar calma e dar mamá pro Léo,pois sei que essa fase logo passa.E sinceramente adoooro a troca de olhares mamãe e bebê!!!
Não tive nenhuma complicação com o Léo,ja com a minha 1° filha meu peito machucou um pouco...E quando resolvi tirar,meus peito encheram um dia de uma maneira assustadora doeu tanto...Que deu vontade de dar de novo,rsss.Mas resisti,e logo passou!
Boa sorte com a sua gatinha!!!

aprendendoasermae disse...

Sem duvidas!rsrsrs....
beijos!

Rafaella disse...

Nossa grandona ja...
E por pouco que seja as mamadas dela, sempre faz bem ne...
Mas tem uma hora que precisamos parar...
É sofrimento, acho que mais para nos mães do que para eles rs...
Boa sorte...
Bjs

aprendendoasermae disse...

Pois é minha gatinha esta jogando duro rsrsrs.beijos!

aprendendoasermae disse...

Pois é ,tenho horas que parece mais traquilas mais outras o bicho pega mesmo.Obrigado e grande beijos!

aprendendoasermae disse...

Penso muito nisso tambem,mais agora acho que fiz minha parte e devemos partir para outras aventuras rsrsrs...
beijos!

V@léria S@ndry mamãe de Gustavo e Gabriela disse...

Dá uma dó, mas temos que ir tirando pq se não vão mamar até quando? Eu tb amamento a Gabi e ela está com 1 e 2 meses e já estou pensando em tirar, mesmo cortando o meu coração.
Bjinhus

Tati disse...

Olá estou passando para conhecer os blogs das amigas sou Bu 2043 e ja estou te seguindo e te convido a conhecer o meu blog caso ainda não conheça e se ja conhecer também esta convidada para ver as novidades, espero sua visitinha bjinhos

aprendendoasermae disse...

pois é ,mais facil é arrancar o dente rsrsrs...
beijos!

aprendendoasermae disse...

Obrigado!vou sgrande sim.
Um grande beijo!

V@léria S@ndry mamãe de Gustavo e Gabriela disse...

Esses dias que ela está dodói tenho dado mais LM para ela e os meu seios estão super machucados é uma delicia amamentar mais tem dias que tenho vontade de chorar.
Bjinhus