segunda-feira, 30 de abril de 2012

Não basta ser pai tem que participar!

 “Quando nasce um filho junto nasce uma mãe “e realmente é verdade porque quando escutamos aquele chorinho na sala do parto muda tudo mesmo, o jeito de pensar e agir ficam diferentes”.
 Mais quando é que o pai nasce? e essa historia que estamos grávidos é realmente verdade? e seu marido ajuda a cuidar do bebê? E na hora de sair com os amigos seu marido reveza com você para cuidar do pimpolho?
É amiga blogueira será que existe o marido e pai perfeito? Se você tem a receita passa por favor, porque queremos saber rsrsrsr... Brincadeiras a parte, próximo ao dia das mães nada mais justo do que falar da missão de ser pai , os seus amores e dissabores da convivência diária.
Dá descoberta da gravidez e durante a gestação a mãe nem dormindo deixa de ser mãe, pois muitos pequenos escolhem o período da noite para ficar acordados. Mas e o pai? Em qual momento desperta e fala: poxa eu sou pai!
Quando o bebê nasce, por serem pequenos e delicados muitos pais não tem segurança para trocar faldas e dar banho. Então a relação é de amor e cuidados com o arrotar ou botar para dormir, mais quando passa essa fase e o baby fica mais “durinho” e cheio de graça o pai se tornam pleno e realizado cheio de brincadeiras e gracinhas se tornando mais presente em todas as situações.
Essa característica revela o meu ponto de vista que leva em consideração a vivência pessoal. Tenho a  opinião de que  ser  mãe é ,também, saber administrar a relação que passa de casal para  o ser a mãe e o pai .É saber compartilhar  a sua experiências  e   responsabilidades com seu esposo e  dividir mesmo as tarefas diárias que tem  com  seu filho de modo a ser uma mediadora entre eles.
Porque eu falo isso quando Bruna tinha dois meses meu esposo começou a trabalhar viajando então fiquei com toda a responsabilidade e cuidados sozinha durante o periodo que ficava fora. Além disso era somente nos duas em casa então quando chegava final de semana e ele estava em casa eu já estava no automático e fazia tudo não dividia as minhas atividades diárias com Bruna  e no final do dia estava aborrecida pois estava sobrecarregada de tarefas e sempre tinha uma DR  .
Isso nos acompanhou ate pouco tempo , até em nossas saidas  com  amigos e Bruna ficava no parquinho, sempre eu estava com ela,  é ótimo, mais cansa. Então resolvi abrir o jogo e resgatar o nosso relacionamento mostrando através da vivencia diária o quanto é cansativo ser mãe, dona de casa e esposa. Como resultado  temos melhorado o nosso convivência  evitado grandes aborrecimentos  e unido a nossa família mais e mais .
Quando todos ajudam o muito fica pouco!

 

13 comentários:

Mamãezinha disse...

Eu concordo com você. Mãe de verdade não tem trégua e nem sempre é compreendida e apoiada pelo marido. Eu mesma passei por isso e há pouco tempo tomei a decisão de mudar a situação e incluir a participação do marido na história mais importante da vida, a família. Excelente post. Meus parabéns. Sucesso para nós e para todas as mamães que aceitarem a empreitada. Beijos e muitos em Bruninha!

aprendendoasermae disse...

Obrigado pelo carinho e sucesso para nós mesmo!Beijo!

Gislaine disse...

Muito legal seu blog, parabéns que Deus te abençoe estou te seguindo.Beijinhos

aprendendoasermae disse...

Obrigado pelo carinho.Um grande beijo!

V@léria S@ndry mamãe de Gustavo e Gabriela disse...

Amei o seu blog e ficarei imensamente feliz se vc visitar o meu, estou te seguindo.
www.gustavoegaby.blogspot.com.br
Bjinhus

"Maria Heloisa" disse...

Está certo.
aqui em casa no começo o Rafael ficava com um pouco de medo por que achava que iria feri o Renan mais as poucos ele foi vendo como funciona as coisas e claro além de me ajuda mais bastante nas tarefas domesticas quando está em casa.
Somos abençoadas por termos marido assim.
beijinhOos ♥

Renata disse...

Oi querida!
Muito prazer em conhecê-la e muito obrigada pela visita ao meu blog...Tava passeando pelo seu e vi que vc é fisioterapeuta!Legal!!!
Há e parabéns a Bruna é muito gata e o 1° aniversário dela,que mesa linda hein!!!
Bjus bjus,eu incluí o seu Blog na minha lista tbm!
Até mais!

aprendendoasermae disse...

Obrigado pela visitinha e vou passar sim no seu blog.
beijos!

aprendendoasermae disse...

Que bom e cada vez mais cada o esposo ajuda nas tarefas diarias sobra mais tempo para o casal.Que Deus ilumine cada vez mais a sua linda familia.
Beijos!

aprendendoasermae disse...

Obrigada!Um grande beijo!

Recanto das Mamães Blogueiras disse...

Olá!!!
Você tem razão, "quando todos ajudam o muito, fica pouco!"
Que bom se todos os papais ajudassem, mas nem sempre isso acontece e acaba sobrecarregando as mamães que ficam estressadas.

Mas o negócio é fazer como vc fez, abrir o jogo, dizer que é muita coisa e pedir que o esposo participe mais. Isso com certeza melhora o relacionamento.

Um beijo bem carinhoso de toda Equipe Recanto e obrigado pelo seu carinho conosco.

aprendendoasermae disse...

Obrigada pela visita.Um grande beijo!

V@léria S@ndry mamãe de Gustavo e Gabriela disse...

Você tem toda a razão, não fizemos nossos filhos sozinha né, então os papais tem que nos ajudar por que se não vamos pirar, mas todo o esforço vale a pena. Obrigada pelo carinho lá no blog.
Bjinhus
www.gustavoegaby.blogspot.com.br